Home / Games / Os jogos mais tristes já feitos na história
Os jogos mais tristes já feitos - Final Fantasy X

Os jogos mais tristes já feitos na história

Os jogos mais tristes já feitos:

A diversão é o fator principal para a aquisição de um videogame. Mais do que o cinema, o teatro ou a TV, o videogame possui desde o seu início a responsabilidade de divertir. Mas diversão é tudo que os jogos podem passar?

Já faz muito tempo que toda a indústria notou que o videogame é a mídia audiovisual mais interativa que temos em mãos. Nós assistimos filmes, lemos livros, ouvimos músicas… Nos jogos nós fazemos tudo isso de uma única vez, com o adicional de intervir e participar da jornada como o protagonista da história, e não apenas como um espectador.

Com essa gama de possibilidades, inúmeros jogos passaram da barreira de um simples brinquedo eletrônico para nos proporcionar histórias incríveis e dignas das mais belas obras artísticas da sétima arte. Drama, suspense terror, fantasia… Tudo isso sendo contado com a participação ativa do jogador.

E não são poucas as histórias que nos levam da diversão às lagrimas. Alguns jogos são tão melancólicos que nos fazem desligar o videogame por um tempo pra digerir tudo o que está acontecendo. Outros não são tão pra baixo, mas nos surpreendem com uma cena triste que muda todo o rumo da história e destrói toda nossa estrutura emocional.

5 jogos aqui são exemplos de como podemos ter o coração destruído jogando videogame. Vamos à lista:

Os jogos mais tristes já feitos - Heavy Rain

Heavy Rain

Um jogo com uma atmosfera pessimista e depressiva, Heavy Rain conta a história de personagens que se envolvem no caso do assassino do Origami, que ataca sempre em períodos de chuva.

Um desses personagens é um pai que precisa a todo custo recuperar o seu filho, e vai passar por cima de todos os limites para alcançar o seu objetivo.

Heavy Rain é um dos jogos mais tristes já feitos por ser completamente baseado nas escolhas do jogador, que ainda assim não consegue escapar de decisões extremamente difíceis.

É frequente a sensação de impotência diante de duas escolhas igualmente difíceis, onde uma delas vai te levar a uma morte inesperada, uma perda irreparável ou uma nova possibilidade.

Mas com tudo isso, em muitos momentos você vai querer sair do jogo por um tempo pra digerir todo o sofrimento que os personagens passam.

Os jogos mais tristes já feitos - The Last of Us

The Last of Us

Este não só está entre os jogos mais tristes já feitos, como é um dos melhores jogos já feitos.

The Last of Us não é pra quem tem estômago fraco. O “apocalipse” causado pelos fungos que tornaram as pessoas em um tipo de zumbi destruiu vidas por todo o planeta.

Logo no início do jogo já temos um choque ao presenciar a cena da morte da filha de Joel. Uma das mais dramáticas já feitas nos games.

Ver o sofrimento do pai, impotente ao ver a filha morrendo em seus braços é difícil. Porém é esse momento que se torna importante para compreendermos a jornada do personagem anos depois, em uma sucessão de momentos difíceis e tristes que só The Last of Us poderia proporcionar.

Joel e Ellie criam um relacionamento emocionante, mas sempre ameaçado pelo caos que se tornou o mundo.

Os jogos mais tristes já feitos - Valiant Hearts

Valiant Hearts

Um jogo repleto de sentimentos e emoções, onde você acompanha a história de quatro pessoas que são diretamente afetadas pela primeira guerra mundial.

Apesar de ambientado na Primeira Grande Guerra, Valiant Hearts se preocupa em mostrar como a guerra é triste e destrutiva para todos os lados envolvidos.

Durante todo o jogo pessoas morrem na sua frente, sem que você consiga salvar, enquanto fatos sobre a guerra vão sendo revelados, salientando quão trágico foi esse período.

Valiant Hearts está entre os jogos mais tristes já feitos por ter sua carga emocional sempre elevada. Nos aproximando dos personagens enquanto os coloca em situações sempre difíceis.

A desumanidade de uma guerra é sempre um tema triste a ser abordado.

Os jogos mais tristes já feitos - Final Fantasy X

Final Fantasy X

Final Fantasy é uma coleção de jogos emocionantes, mas Final Fantasy X está entre os mais tristes de todos.

Qual a probabilidade de final feliz em uma história onde uma jovem é destinada a dar sua vida para salvar o lugar onde vive de um mal que de tempos em tempos retorna?

Um RPG repleto de ação, monstros, personagens carismáticos, uma trilha sonora épica e muitos momentos emocionantes.

“To Zanarkand” é a primeira música que ouvimos, e sua melodia dá o tom que vai seguir até o fim.

Final Fantasy X é uma jornada triste e bonita. E ainda que Tidus seja alto astral, ele não consegue esconder o fardo que estão sobre seus ombros.

Ainda que não seja o mais feliz, Final Fantasy X possui um dos finais mais espetaculares de todos os tempos! É de destruir o coração.

Os jogos mais tristes já feitos - SOC

Shadow of the Colossus

A jornada de Wander em direção aos Colossus é conhecida por ser minimalista e misteriosa.

Nós não temos informações de quem é Wander ou Mono. Nem o que o motiva a buscar trazê-la de volta à vida.

Mas por algum motivo, Wander é capaz de arriscar a sua vida por ela.

Shadow of the Colossus pode estar entre os jogos mais tristes já feitos, mas isso também se deve pelos Colossus.

A cada gigante derrubado, um sentimento de incerteza se levanta. Seus semblantes tristes aliados à depressiva música nos leva a perguntar o que estamos fazendo.

Somos o herói ou o vilão dessa história? Não sabemos ao certo!

O que é fato é a solidão que te acompanha durante toda a jornada. E ainda que tenha a companhia de sua égua Agro, o sentimento do jogo é de extrema melancolia.

Shadow of the Colossus emociona de maneira singular, com nuances e pequenos gestos e detalhes.

Seu final épico coroa brilhantemente essa que é uma das maiores obras de artes já criadas no mundo dos games.

 

*Curtiu a lista? Não curtiu a lista? Deixa sua opinião nos comentários.

Em breve faremos outra lista com os jogos mais tristes já feitos.

Leia também >>Jogos que dariam ótimas séries<<

 

Sobre Diego Tbt

O típico alucinado por JRPG’s e animes! Tem Final Fantasy como religião e vive em função de fazer as pessoas gostarem de coisas como One Piece, Fullmetal Alchemist e O Reino do amanhã. É estudante de história e possui uma enorme dificuldade em decidir sobre o que mais gosta, por isso tenta compartilhar de tudo um pouco no site e nas redes sociais.

Veja Também

Final Fantasy X: Minha experiência

Final Fantasy X: Minha experiência com o jogo

“Listen to my story, this may be our last chance.’’ (Tidus: Final Fantasy X) Todo …