Home / Games / Análises de Games / Análise: Persona 5 é o melhor JRPG em muitos anos
Persona 5 - Joker

Análise: Persona 5 é o melhor JRPG em muitos anos

Há muito o que falar sobre um jogo como Persona 5.

Em uma época onde o RPG japonês desperta pouco interesse do público geral, Persona 5 significa uma nova esperança para um gênero tão rico, mas que perdeu espaço nos últimos anos.

Sendo um spin-off da série Shin Megami Tensei, Persona é uma série de sucesso no Japão, e está no mercado há algumas décadas.

O maior sucesso, porém, foi com Persona 4, um jogo incrível lançado para o Playstation 2, que fez ainda mais sucesso com a versão Golden, para o Playstation Vita.

Era de se esperar, com isso, que Persona 5 seria um sucesso. Porém, o resultado foi ainda melhor do que o esperado. Confira:

Persona 5 - Joker

Lançado para Playstation 4 e Playstation 3, Persona 5 é um RPG onde a história começa no meio de uma perseguição, no futuro, para nos contar a história após esse evento em flashbacks.

É quando conhecemos o protagonista do game(que leva o nome do jogador), que é um jovem que muda de cidade e escola, após se envolver em um caso de polícia que o coloca em condicional.

Persona 5 possui características próprias, onde o jogador precisa se dividir entre explorar dungeons, lutar contra monstros e viver a vida de todo jovem no Japão, interagindo socialmente, estudando, trabalhando, etc.

Para que isso ocorra, o jogo usa o calendário japonês real(incluindo seus feriados) e ciclos de dia e noite.

Durante a semana você frequenta a escola durante o dia, inclusive participando interativamente das aulas, e após a escola o tempo é livre.

Você pode sair com os amigos, amigas, trabalhar, ir ao cinema, ir à biblioteca, malhar, comer no fast food, namorar…

São tantas coisas que não dá pra enumerar tudo que pode ser feito na cidade japonesa tão bem retratada no game.

Persona 5 - Battle

Na parte do RPG, o jogo está muito bem linkado com a parte social.

Em Persona 5, você é o líder dos Phantom Thieves, um grupo de ladrões que roubam os corações das pessoas que precisam ter os mesmos mudados. É meio louco à primeira vista, mas no game fica clara a bela proposta.

É daí que surgem as dungeons e os vilões, que são materializados com metáforas de seus desejos sombrios e suas ambições.

As Personas não fogem muito dessa regra, sendo explicadas como “sombras” que refletem o que há no coração do proprietário.

No Gameplay, as Personas funcionam como uma espécie de “Pokemon”, onde os personagens(o único que consegue ter mais de uma Persona é o protagonista) as invocam nas batalhas para usar suas habilidades.

Falando em batalhas, aqui elas estão mais dinâmicas do que nunca!

As batalhas em Persona 5 são as clássicas batalhas por turno, onde você precisa encontrar as fraquezas dos inimigos e explorá-las.

Por exemplo: Um inimigo de elemento fogo, tem gelo como fraqueza. Atacar com elemento gelo vai atordoá-lo, gerando mais um turno de ataque.

Explorar essas fraquezas podem geram mecânicas interessantes, como um ataque em massa ou a opção de diálogo, que possibilita obter ítens raros, pegar dinheiro ou possuir o inimigo como uma Persona.

Persona 5 - City

Visualmente falando, Persona 5 é lindo!

Não tecnicamente, pois se trata aqui de um jogo com gráficos de PS3 com algumas melhoras para o PS4. Mas artisticamente, o jogo é de cair o queixo!

Os gráficos estilo anime dão todo um charme, usando CelShading para dar uma impressão maior de estarmos jogando um anime.

O Japão também é retratado com muita fidelidade(destaque para a estação de metrô), tanto a parte urbana como a cultura.

Persona 5 - Menu

Os menus são um show à parte! Persona 5 é provavelmente um dos jogos mais charmosos de todos os tempos!

Tudo é repleto de estilo, e dá uma satisfação imensa passear por todos os menus do jogo.

Persona 5 - Classroom

Outro show à parte é a trilha sonora! As músicas são incríveis e a vontade imediata é de ter todas as músicas em sua Playlist. A trilha passeia entre Jazz, Pop, Rock pesado… É uma das melhores trilhas sonoras que você vai encontrar.

A dublagem também faz um trabalho exemplar. Tanto no Japonês como no inglês.

Mas Persona 5 não é perfeito, e como todos os jogos, possui suas falhas:

As dungeons tendem a ser um pouco longas, o que pode não ser problema se você é experiente.

Você pode dar algumas pausas na exploração e voltar ao mundo real.

O jogo é repleto de textos! É muita leitura, e por isso é um fator bem negativo o jogo não ter uma localização para o Português.

Há muito mais a ser dito, como os confidants, a Velvet Room, as mecânicas de evolução…

Mas há coisas que você precisa jogar pra saber.

Persona 5, de maneira geral, é um jogo imperdível!

Bem avaliado nas mais relevantes críticas da indústria, é com certeza um dos grandes jogos de 2017.

Apenas jogue e curta essa experiência única que nenhum outro jogo pode proporcionar.

Sobre Diego Tibóto

O típico alucinado por JRPG’s e animes! Tem Final Fantasy como religião e vive em função de fazer as pessoas gostarem de coisas como One Piece, Fullmetal Alchemist e O Reino do amanhã. É estudante de história e possui uma enorme dificuldade em decidir sobre o que mais gosta, por isso tenta compartilhar de tudo um pouco no site e nas redes sociais.

Veja Também

Mortal Kombat

Mortal Kombat 3 – Ed Boon mostra os bastidores do clássico game

Ed Boon, criador da franquia Mortal Kombat, publicou em seu Twitter um vídeo que mostra …